Ires realiza live nesta sexta (21) em alusão ao Dia do Folclore

Em alusão ao Dia do Folclore, comemorado no dia 22 de agosto, a equipe de Educação do Instituto Bilíngue de Qualificação e Referência em Surdez (Ires) irá realizar uma live comemorativa nesta sexta-feira (21). O evento folclórico acontece a partir das 16h, com transmissão pelo instagram do Instituto: @iresinstitutobilingue.

A live conta com uma programação repleta de músicas, danças, contação de lendas e até sorteio de livros. O evento foi pensado como forma de celebrar e alertar a sociedade sobre a importância e valorização das manifestações folclóricas no País.

O folclore no Brasil

No Brasil, o Dia do Folclore foi oficializado em 17 de agosto de 1965 por meio do Decreto nº 56.747, assinado pelo então presidente militar Humberto de Alencar Castello Branco e seu Ministro da Educação, Flávio Suplicy de Lacerda. A data foi criada, sobretudo, com o objetivo de garantir a preservação do acervo que forma o folclore brasileiro e também para incentivar os estudos na área.

Durante a data é comum relembrar os elementos mais importante da cultura popular brasileira, como as danças, os ritmos, as festas e os personagens que representam o folclore no Brasil. Nas danças e ritmos, podem ser citados o frevo, o maracatu e o forró. Já nas festas, costuma-se lembrar da Festa Junina, possivelmente a festa típica mais aguardada por todo o ano.

Os personagens são os elementos mais famosos desta data, pois eles dão rosto às lendas tradicionais do País. Lendas como a do saci, do curupira, Iara, o boto cor-de-rosa mula sem cabeça e boi tatá estão entre as mais conhecidas e disseminadas.

Sobre o Ires

O Instituto Bilíngue de Qualificação e Referência em Surdez (Ires) nasceu com o objetivo de minimizar os prejuízos linguísticos da pessoa surda, estimulando-a desde os anos iniciais de vida, colocando-a em contato direto com a sua língua materna, a Língua Brasileira de Sinais (Libras). Além desse contato, o Ires promove ainda a inclusão do surdo no mercado de trabalho, para que este possa exercer sua cidadania como qualquer outra pessoa.

Atualmente, o Ires atua nas seguintes áreas: educação, qualificação e inserção profissional, empregabilidade, defesa dos direitos e da comunicação dos surdos. O Instituto oferece também cursos de Libras, pois trabalha com uma proposta bilíngue multicultural, reconhecendo a Libras como a língua de educação do surdo.

Além de capacitar o surdo para a sociedade, o Ires prepara também a sociedade para receber e lidar com o surdo, através de formação de instrutores e intérpretes de Libras; formação de professores ouvintes e surdos; de equipes técnicas especializadas na área de surdez; qualificação e inserção do surdo no mercado de trabalho.

 

21/08/2020

Fonte: Ascom AAPPE/IRES